terça-feira, abril 25, 2006

Um novo Abril vinha mesmo a calhar



Em 74 a poesia esteve na rua. Há 30 anos foi escrita uma constituição que dava forma ao sonho de uma sociedade mais justa. Depois de meio século de ditadura, conquistaram-se importantes direitos e garantias. Quando os ataques a esse legado se multiplicam espero que, ao defender as conquistas de Abril, as saibamos merecer.

5 comentários:

perreira disse...

Mas nao esqueces os terroristos. Precisamos de mais seguranca. E os terroristos. Nao esqueces destes...

nuno disse...

Em mais um 25 de Abril, aquele abraço para o camarada perreira!

little sound disse...

O camarada João retribui o abraço e aquela música! Tam taram taram ta ta tam tarararam...

piedade góis disse...

nem músicas nem cravos, mas continuar assim é que não. eu acreditei no 25 e gostava que os meus filhos se orgulhassem por algo de bom que afinal não aconteceu

Anónimo disse...

nem músicas nem cravos, mas um 25 a sério vinha mesmo a calhar. Gostava muito que os nossos filhos se orgulhassem de algo de bom por que tanto lutámos e que deixámos fracassar